CREMESP - Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo

Legislação


Nova Pesquisa | Voltar
Enviar por e-mail | Imprimir apenas a ficha | Imprimir apenas a norma | Imprimir a norma com a ficha

Norma: PORTARIAÓrgão: Secretaria Municipal da Saúde/Gabinete do Secretário
Número: 756 Data Emissão: 00-00-2015
Ementa: Institui os Hospitais Dia da Rede Hora Certa da Secretaria Municipal de Saúde no âmbito da Rede de Atenção a Saúde da cidade de São Paulo.
Fonte de Publicação: Diário Oficial da Cidade de São Paulo - 60 (77) - terça-feira, 28 de abril de 2015 - 17-18
Vide: Situaçao/Correlatas (clique aqui para exibir)

Imprimir apenas a ficha


Imprimir apenas a norma
Imprimir a norma com a ficha

SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE
CIDADE DE SÃO PAULO

PORTARIA SMS.G Nº 756, DE 2015
Diário Oficial da Cidade de São Paulo - 60 (77) - terça-feira, 28 de abril de 2015 - 17-18

Institui os Hospitais Dia da Rede Hora Certa da Secretaria Municipal de Saúde no âmbito da Rede de Atenção a Saúde da cidade de São Paulo.

O Secretario Municipal de Saúde, no uso de suas  atribuições,

CONSIDERANDO a Lei nº 8.080, de 19 de setembro  de 1990, que dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências;

CONSIDERANDO o Decreto nº 7.508, de 28 de junho  de 2011, que regulamenta a Lei nº 8.080, de 1990, para dispor sobre a organização do Sistema Único de Saúde (SUS), o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a articulação interfederativa;

CONSIDERANDO os princípios e as diretrizes do SUS, e que a Atenção Especializada Ambulatorial compreende um conjunto de ações e serviços de saúde, realizados em ambiente ambulatorial, que incorporam a utilização de equipamentos médico- hospitalares e profissionais especializados para  a produção  do cuidado em média e alta complexidade;

CONSIDERANDO o Plano de Metas de Governo 2013-2016 que contempla a instauração de unidades da Rede Hora Certa em cada uma das Subprefeituras;

CONSIDERANDO o Plano Municipal de Saúde 2014-2017 que detém como meta a instauração de Hospitais Dia da Rede Hora Certa;

CONSIDERANDO a Resolução do Conselho Federal de Medicina nº 1.363/93, de 12 de março de 1993 que estabelece condições mínimas de segurança para a prática da anestesia;

CONSIDERANDO a Resolução do Conselho Federal de Medicina nº 1.886/2008, publicada no DOU de 21 de novembro de 2008, Seção I, p. 271, que dispõe sobre as Normas Mínimas para o Funcionamento de consultórios médicos e dos complexos cirúrgicos para procedimentos com internação de curta permanência.

CONSIDERANDO a Portaria GM/MS nº 1.884/94 que estabelece as  Normas para Projetos  Físicos de Estabelecimentos Assistenciais De Saúde;

CONSIDERANDO o  disposto  no  art. 3º  da  Portaria  nº. 44/ GM/MS, de 10 de janeiro de 2001, que define as regras para habilitação de unidade prestadora de serviços do SUS, em regime de Hospital Dia;

CONSIDERANDO o avanço de técnicas cirúrgicas e anestésicas que permitem a realização de procedimentos cirúrgicos em ambiente hospitalar sem necessidade de internação do paciente,

RESOLVE:

Art. 1º Instituir  no  âmbito  da  Rede  de Atenção  à  Saúde da Secretaria Municipal de Saúde o Hospital Dia da Rede Hora Certa.

Art. 2º O Hospital Dia da Rede Hora Certa (HD RHC) é o estabelecimento de saúde da Rede Ambulatorial Especializada que reúne em um mesmo local:

I. Ambulatório de Especialidades (policlínica) que realiza consultas especializadas eletivas mediante agendamento ;

II. Centro de Apoio Diagnóstico e Terapêutico Especializado que realiza e exames de apoio diagnóstico - de imagem e laboratoriais, e terapêuticas  especializados eletivos mediante agendamento;

III. Centro Cirúrgico Ambulatorial com leitos de recuperação e observação pós-anestésica e pós-cirúrgica atuando na modalidade  assistencial “hospital-dia” e  utilizados  para  a  realização, observação e recuperação de dos tratamentos cirúrgicos ambulatoriais eletivos mediante agendamento.

Art. 3º O HD RHC é o local para a realização de procedimentos especializados eletivos clínicos, diagnósticos, terapêuticos e cirúrgicos ambulatoriais:

I. Os tratamentos cirúrgicos ambulatoriais realizados no HD RHC são  procedimentos  cirúrgicos  eletivos  de  baixa  ou  média complexidade com finalidades curativa, diagnóstica, paliativa, reparadora ou reconstrutora e podem requerer a permanência do paciente  no estabelecimento  por  um período  máximo  de até 12 horas;

II. Os  leitos  de  recuperação  e  observação  pós-anestésica e pós-cirúrgica do HD RHC são destinados aos pacientes submetidos a tratamentos cirúrgicos eletivos realizados no próprio estabelecimento;

III. O HD RHC deve garantir  grade de  referencia e  fluxos regulatórios de urgência e emergência para transferência de pacientes para serviços de saúde hospitalares mais complexos, quando necessário;

IV. O funcionamento do centro cirúrgico do HD RHC deve atender as recomendações técnicas de vigilância a fim de garantir a segurança do paciente;

Art. 4º O HD RHC deverá estar submetido às Diretrizes Gerais, Técnicas e Operacionais da Rede de Atenção Especializada Ambulatorial da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo;

Art.5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Imprimir apenas a norma
Imprimir a norma com a ficha

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 320 usuários on-line - 8
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior