Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 22-09-2021
    Evento online
    Cremesp debate regulamentação da telessaúde e segurança do paciente
  • 22-09-2021
    Nota oficial
    Cremesp investiga rigorosamente denúncias envolvendo a Prevent Senior
  • 15-09-2021
    Evento online
    Cremesp debate “Teleconsulta e Segurança do Paciente”
  • 08-09-2021
    Dia do Médico
    Cremesp convida médicos a enviarem depoimentos com o tema “aprendizados da pandemia"
  • Notícias


    24-03-2015

    Ensino médico

    Cremesp reúne representantes de faculdades de Medicina para entrega dos resultados do Exame 2014


    Bráulio Luna e Reinaldo Ayer durante a apresentação
    dos resultados do Exame 2014

     

    A Câmara Temática de Avaliação dos Estudantes e Egressos do Curso de Medicina reuniu, na noite desta segunda-feira, 9 de março, representantes de faculdades de Medicina do Estado de São Paulo, para a entrega dos Relatórios Circunstanciados do desempenho dos alunos nas nove áreas de conhecimento médico. Os resultados se referem ao Exame do Cremesp aplicado aos graduandos em 2014. O encontro foi coordenado pelo presidente do Cremesp, Bráulio Luna Filho, e pelo conselheiro Reinaldo Ayer de Oliveira, ambos membros da Câmara em questão.

    Ao informar que a grande maioria das escolas médicas apoia a iniciativa de avaliação de seus cursos, Luna Filho iniciou o encontro apresentando um relatório estatístico dos resultados do Exame 2014, com o cenário do desempenho das escolas médicas do Estado a partir desses dados.
     


    Para o presidente do Cremesp: "os resultados do Exame comprovam que vários cursos de Medicina estão com muitos problemas na graduação"


    O que chamou a atenção na apresentação foi o baixo desempenho dos estudantes de escolas de Medicina privadas frente às escolas públicas: o índice de reprovação daqueles foi significativamente maior quando comparado a estes."Esses resultados comprovam que vários cursos de Medicina estão com muitos problemas na graduação", afirmou Bráulio. "E esse fraco desempenho escolar reflete diretamente na atuação do Conselho, responsável pela fiscalização do trabalho médico. Daí a preocupação do Cremesp em criar um instituto de avaliação que sistematicamente acompanhe as escolas e os formandos, proposta que com certeza reduziria o número de infrações éticas e denúncias", completou. 

    Para Reinaldo Ayer, o Cremesp tem avançado nas discussões sobre o exame com as instituições de ensino: "nosso objetivo é entender a sistemática das escolas e criar mecanismos que viabilizem o acompanhamento do desempenho acadêmico". O conselheiro enfatizou que "o Cremesp está disponível para receber ideias e sugestões que otimizem esse processo; todas serão trabalhadas de modo claro e transparente." E continuou: "nossa proposta é que aquele formando que apresentou resultados abaixo do esperado na sua avaliação, seja acompanhado e monitorado à distância para identificar eventuais problemas e solucioná-los". Para Ayer "é preciso atrair os médicos jovens para frequentar os cursos de atualização e capacitação profissional do Conselho e estimular sua participação em julgamentos simulados", finalizou.

    Segundo Luna Filho, a maioria daqueles que são contra a aplicação do Exame do Cremesp não se preocupa com o bem-estar e a saúde da população. "O Cremesp está aberto ao diálogo, mas ao menos aqui, no Estado de São Paulo, vamos seguir esse caminho, criando um sistema de avaliação compatível com a nossa cultura, fundamentado prioritariamente no consenso e no entendimento", enfatizou.

    Antes da entrega dos Relatórios Circunstanciados do desempenho dos alunos nas nove áreas de conhecimento médico aos representantes das escolas presentes, Ayer acrescentou: "temos condições de discutir a avaliação dos cursos de Medicina e de seus acadêmicos junto das Faculdades, e a formação de uma comissão com representantes dessas instituições é fundamental para tornar oficial essa iniciativa".

    Ao final, foram dadas informações sobre a primeira reunião, realizada em 4 de fevereiro, com representantes de cursos de Medicina, para a criação do Instituto de Avaliação das Escolas Médicas e de uma comissão para acompanhar a qualidade do ensino médico no Estado.   
     

     



    Participaram desse encontro Maria de Lourdes Marmorato Botta Hafner (Faculdade de Medicina de Marília - FAMEMA); Célia Martins Campanaro (Faculdade de Medicina de Jundiai); José Mauro da Silva Rodrigues (PUC - Sorocaba); Victor Evangelista de Faria Ferraz    (Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP); Flávia Gomes Pileggi (Universidade Federal de São Carlos); José Carlos Peraçoli (Faculdade de Medicina de Botucatu - Unesp); Reinaldo Bulgarelli Bestetti (Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP); Ricardo Alessandro Teixeira Gonsaga (Faculdades Integradas Padre Albino); Fernando Veiga Angélico Júnior (Centro Universitário São Camilo); Patrícia Maluf Cury (Faculdade CERES); Sérgio Makabe (Universidade Nove de Júlio - UNINOVE); Mário Paulo Faro Júnior (Faculdade de Medicina do ABC); Carlos Henrique Bertoni Reis (Universidade de Marília - UNIMAR); José Eduardo Lutaif Dolci (Faculdade da Santa Casa de São Paulo); Ricardo Miranda Lessa (Organização Educacional Barão de Mauá); Gustavo Pereira Fraga (UNICAMP); Renata Mahfuz Daud Gallotti    (Universidade Nove de Júlio - UNINOVE); Marcos Paulo Freire (Universidade Anhembi Morumbi); Henrique George Naufel (Universidade Mogi das Cruzes - UMC); Joaquim Edson Vieira (Universidade de São Paulo - USP); Luiz Fernando Ribeiro da Silva Paulin (Universidade São Francisco - USF). Diretores e conselheiros presentes: Akira Ishida, Clóvis Francisco Constantino, Renato Azevedo Junior e Silvia Helena Mateus.    
     



    Veja também:    

    Qualidade de ensino
    Reunião com representantes de faculdades de medicina visa criar Instituto de Avaliação das Escolas Médicas

     

    Exame do Cremesp
    Reprovação chega a 55% dos recém-formados em Medicina no Estado. Índice alcança 65% entre escolas privadas

     

    Fotos: Osmar Bustos

     

    Tags: ensino médicoexamecremespresultadosuniversidadesfaculdadesacadêmicosCTescolas.

    ESTA MATÉRIA AINDA NÃO FOI COMENTADA:

    Deixe o seu comentário

        Dê sua opinião sobre a matéria acima em até mil caracteres. Não serão publicados  textos ofensivos a pessoas ou instituições, que configurem crime, apresentem conteúdo obsceno, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou sugiram links, entre outros.  Os textos serão submetidos à aprovação antes da publicação, respeitando-se a jornada de trabalho da comissão de avaliação (horário de funcionamento do Cremesp, de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas). O Cremesp reserva-se o direito de editar os comentários para correção ortográfica.  Os  usuários deste site estão sujeitos à política de uso do Portal do Cremesp e se comprometem a respeitar o seu Código de Conduta On-line.

    De acordo.


    Este conteúdo teve 806 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2021 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 119 usuários on-line - 806
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior