Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 24-11-2017
    Ribeirão Preto
    Presidente do Cremesp destaca a importância da atuação ética na Medicina, durante o 3o Congresso Nacional de OPME
  • 23-11-2017
    Educação Continuada
    Cremesp debate mídias sociais durante PEMC em Barretos
  • 23-11-2017
    Evento
    Presidente do Cremesp participa de evento nacional sobre OPME em Ribeirão Preto (SP)
  • 23-11-2017
    Agenda de trabalho
    Presidentes do Cremesp e do Coren-SP reúnem-se para discutir temas comuns das instituições
  • Notícias


    23-10-2017

    13ª Edição

    Exame do Cremesp recebe mais de 3 mil novos médicos 

    O Exame do Cremesp 2017 aconteceu no último domingo (22/10) em dez cidades do Estado de São Paulo

    Mais de 3 mil formandos em Medicina participaram da 13º edição do Exame do Cremesp, realizada no último domingo (22/10), em dez cidades do Estado de São Paulo. Dos 3.164 egressos que realizaram o Exame (80% dos inscritos), a maioria reforçou, em entrevista, a necessidade de tornar a prova obrigatória frente à abertura de novas escolas médicas, além de classificar o Exame como uma forma efetiva de autoavaliação de sua formação e desempenho.

    Bráulio Luna Filho, conselheiro e coordenador do Exame do Cremesp, acompanhou o início das provas, na Capital, e afirmou esperar um bom resultado dos alunos neste ano. “Embora esta seja a 13ª edição do Exame, a maioria dos alunos não tem contato com as questões abordadas previamente. Por isso, neste ano, disponibilizamos um simulado que contou com 60 perguntas na mesma proporção do conteúdo da prova do Conselho. Acredito que esse simulado permitiu aos graduandos uma compreensão maior sobre o Exame e esperamos que eles tenham vindo para a prova preparados e confiantes com o estilo de avaliação”, explicou.

    A maioria dos estudantes entrevistados classificou a prova como “bem elaborada” e de nível de dificuldade médio, com questões pertinentes ao dia a dia do médico e essenciais para a avaliação de uma boa formação. Além disso, os alunos ressaltaram que o Exame deveria ser expandido e levado para todos os Estados do País.

    “É mais do que necessário uma avaliação após a formação, já que a universidade muitas vezes não consegue atender todas as necessidades da formação médica, ainda mais com tantas escolas funcionando. Por isso, precisamos de uma ferramenta que mantenha a qualidade da formação dos novos médicos”, explica Arthur Pereira Jorge, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

    Já Bruno Eduardo Pequeno, da Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP), defendeu que “o Exame deveria ser obrigatório e ser realizado nacionalmente, pois existem muitos médicos mal formados, principalmente, com tantas escolas médicas abrindo. É importante que exista um método de avaliação mais eficaz, para melhorar e avaliar a formação dos profissionais que estão saindo da faculdade.

    Simulado 2017

    Pela primeira vez, o Cremesp disponibilizou um Simulado para os alunos de Medicina do 6º anos que fizeram o Exame do Cremesp 2017. Elaborado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), instituição responsável pela aplicação do Exame, o Simulado foi disponibilizado na internet dos dias 15 a 18 de setembro e uma segunda edição também ficou disponível nos dias 7 e 8 de outubro.

    A iniciativa foi feita para preparar melhor os egressos de Medicina que iriam fazer o Exame do Cremesp, auxiliando-os nas temáticas das questões e familiarizando-os com o modelo da prova e tipo de perguntas. 

    Exame chega a 13ª edição

    Realizado anualmente desde 2005, o Exame do Cremesp é aplicado por meio de teste cognitivo, abrangendo as áreas essenciais da Medicina, com ênfase nos conteúdos básicos imprescindíveis ao bom exercício profissional. A prova é composta de 120 questões de múltipla escolha abrangendo proporcionalmente todas as áreas de conteúdo: Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Saúde Pública, Epidemiologia, Saúde Mental, Bioética e Ciências Básicas. 

    A participação é facultativa e não está condicionada à obtenção do registro profissional, entretanto, ganhou reconhecimento no mercado e, atualmente, é exigida a participação na prova em processos seletivos e residências médicas no Estado.

    “O Conselho sempre defendeu a necessidade de uma avaliação externa. Lidamos com os resultados diretamente na prática médica e, para nós, era evidente que haveriam  problemas na formação médica. Assim como esta avaliação após a faculdade é obrigatória no Canadá, Estados Unidos e em outros países, defendemos que no Brasil nós também deveríamos ter um Exame, principalmente diante do grande número de escolas médicas que vem abrindo nos últimos anos, comprometendo a qualidade do ensino e formação dos novos médicos”, explica Bráulio Luna Filho.
     

     

     

    Fotos: Osmar Bustos

    Tags: educação.

    Este conteúdo teve 1 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede - Frei Caneca: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - 01307-002

    Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
    Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

    Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
    (Sem atendimento ao público)
    Centro - São Paulo/SP - 01301-910

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2017 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 184 usuários on-line - 1
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior