PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (pág.1)
Ponto de Partida - Novo Código de Ética Médica reafirma o respeito ao ser humano


ENTREVISTA (pág. 4)
Uma conversa com o introdutor do ensino de Nutrologia nas escolas médicas do país


EM DEBATE (pág. 9)
Abortamento espontâneo: entender porque ocorre reduz o estresse associado à perda


CRÔNICA (pág. 12)
Ruy Castro e a biografia que escreveu sobre a "pequena notável"...


SAÚDE NO MUNDO (pág. 14)
O sistema de saúde português garante a melhoria significativa de saúde da população


AMBIENTE (pág. 18)
Conheça a rede mundial Saúde Sem Dano: mais de 50 países participam


SINTONIA (pág. 21)
Indústria de alimentos deve estimular o consumo de produtos saudáveis


EM FOCO (pág. 23)
Forças Armadas do Brasil e Força Expedicionária Brasileira


GIRAMUNDO (pág. 26)
Curiosidades da ciência e da história


PONTO COM (pág. 28)
Canal de atualização com as novidades do mundo digital


HISTÓRIA (pág.30)
A assepsia das mãos na prática médica


GOURMET (pág. 33)
Acompanhe a preparação de uma receita especial para a macarronada do domingo...


CULTURA (pág. 36)
Tide Hellmeister: artista de técnicas variadas, deixou obras expostas no Cremesp


TURISMO (pág. 40)
Registro de um passeio inesquecível pelos vilarejos franceses


CABECEIRA (pág. 46)
Confira as sugestões de leitura do médico cardiologista Adib Jatene


CARTAS (pág. 47)
Versões digitais do JC e da SM facilitam acesso e leitura


POESIA(pág. 48)
Explicación, de Pablo Neruda, no livro Barcarola (1967)


GALERIA DE FOTOS


Edição 51 - Abril// de 2010

GOURMET (pág. 33)

Acompanhe a preparação de uma receita especial para a macarronada do domingo...

Domingo alla italiana
Hematologista ensina seu toque especial para o tradicional macarrão com molho de tomate e manjericão, acompanhado por bruschetta

As comidas cotidianas e singelas conquistam por nos remeter às secretas receitas de família. Mas elas também podem ganhar sabor diferenciado pela forma de preparo ou pelo toque pessoal, como é o caso do macarrão com molho de tomate e manjericão, acompanhado de bruschettas que a médica hematologista Nadjanara Dorna Bueno (foto acima) preparou para Ser Médico. Simples, barato e muito gostoso.

Nadjanara acredita que as receitas do dia a dia ficam ainda mais suculentas quando preparadas artesanalmente, como o molho de tomates frescos. “Apesar de trabalhoso, é muito saboroso. E não adianta bater os tomates no liquidificador”, adverte.

Nascida em São João da Boa Vista, que fica a 175 km da capital paulista, a médica veio com a família para São Paulo para estudar medicina na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa, onde posteriormente também cursou Residência em Hematologia. “Queria ser médica desde os quatro anos de idade, porém, na minha cidade, ninguém acreditava que isso era possível”, relembra. Em 1978, foi trabalhar no Hospital Brasil, em Santo André, onde ainda mora e trabalha.

O hábito de cozinhar tornou-se um hobby que começou com sua necessidade de dona de casa casada e com filho. E aí, acabou virando um exercício para a criatividade. “Gosto de inventar alguns pratos. Neste aqui, fui eu que criei a maneira de fazer o molho”, comenta a médica.

A culinária é uma tradição da família. Nadjanara aprendeu a cozinhar com a mãe, que por sua vez tomou conhecimento da arte com a sogra. No cardápio estão pratos variados, como massas, risotos, carnes e assados. Mas sobra espaço também para as culinárias espanhola e italiana, marcas da descendência dos avós.

A médica, que gosta de lugares sossegados e tranquilos, mantém uma casa no interior paulista onde gosta de elaborar seus pratos para um grande número de pessoas. Lá cultiva também um pé de manjericão, tempero muito apreciado por ela. “Gosto muito de cozinhar na minha casa do interior, em São João da Boa Vista, para minha família e amigos nos finais de semana. E eles, claro, gostam de apreciar”, diverte-se.

Apesar do trabalho que, às vezes, a cozinha proporciona, Nadjanara não vê relação entre a arte culinária e a medicina. Acredita que todos podem assumir diversas funções diferentes, contanto que gostem do que façam. Ela, por exemplo, tem ainda outros hobbies, como fazer ginástica, cuidar dos dois netos e ainda viajar. E, nessas viagens a passeio, a médica não deixa de conhecer e degustar a culinária do local que está visitando. Em especial, ela recomenda a cozinha francesa e os pratos típicos do Nordeste brasileiro. “Não me nego a comer nenhum prato diferente. Eu gosto mesmo é de experimentar”, confessa.

Uma dessas viagens, que se tornou marcante, foi à Itália, realizada em 1982, quando a médica experimentou pela primeira vez um delicioso risoto. “Ainda não era comum no Brasil os restaurantes exibirem esse prato no cardápio. E o que eu experimentei era fantástico”, relembra Nadjanara. Mas os segredos dessa receita ela promete para uma próxima edição...

Macarrão ao molho de tomate e manjericão


Para Nadjanara, o molho fica mais suculento quando preparado artesanalmente com tomates frescos

Ingredientes
- 1 pacote de macarrão espaguete grano duro nº 8
- 2 kg de tomate bem maduro
- 30 folhinhas de manjericão
- 1 cebola grande picada
- 2 dentes de alho picados
- 4 colheres (de sopa) de azeite extra virgem
- queijo ralado a gosto
- sal a gosto
- salsa a gosto
- pimenta do reino a gosto
- pitada de açúcar

Modo de fazer
Cozinhe os tomates inteiros, com um pouco de sal, até que a pele comece a soltar. Após cozido, retire a pele e também o miolo do tomate, para eliminar as sementes. O caldo que sair do tomate deve ser reservado. Já o do miolo precisa passar por uma peneira. Corte o tomate em tiras e reserve.

Em outra panela, coloque o azeite e doure a cebola e o alho. E, depois, o tomate e os caldos. Junte a salsinha e a pimenta do reino. Acrescente uma pitada de açúcar para atenuar a acidez dos tomates. Após, adicione as folhas de manjericão e deixe o molho no fogo somente o tempo de aquecê-lo. 

O macarrão deve ser feito normalmente, cozinhado em água com óleo e, depois, acrescentado um pouco de sal, até que fique no ponto desejado.

Bruschetta

Ingredientes
- pão italiano
- 5 tomates picados
- ½ maço de rúcula
- queijo ralado
- folhas de manjericão
- azeite

Modo de fazer
Retire a semente dos tomates, pique-os com a pele e ponha um pouco de sal. Corte o pão italiano em rodelas e coloque sobre elas um punhado de tomate, duas ou três folhas de manjericão e polvilhe queijo ralado. Regue com azeite e leve ao forno o tempo necessário para esquentar o pão e derreter o queijo. Retire do forno e acrescente a rúcula picada e mais um pouco de azeite. 



Preparo cuidadoso é o segredo das receitas


(Colaborou Patrícia Garcia)


Este conteúdo teve 1501 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede - Luís Coelho: Rua Luís Coelho, 26
Consolação - São Paulo/SP - 01309-900

Subsede - Vila Mariana: Rua Domingos de Moraes, 1810
Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

Sede - Consolação: Rua da Consolação, 753
(Sem atendimento ao público)
Centro - São Paulo/SP - 01301-910

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 5908-5600 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2017 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 169 usuários on-line - 1501
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior