Livros do Cremesp


GUIA DA RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE - 2001

Especialidades médicas com mais denúncias

Um levantamento realizado pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo a partir de cerca de 12.000 denúncias registradas entre 1995 e 2001, relacionou as principais queixas dentro das dez especialidades que mais receberam denúncias e que são apresentadas a seguir, por ordem de denúncias recebidas.

Observe que as especialidades mais suscetíveis a denúncias geralmente são aquelas relacionadas aos problemas e necessidades de saúde de maior incidência na população.

 Ginecologia e obstetrícia
-  Assistência ao parto (parto sem óbito, com óbito do recém-nascido, com traumatismo fetal – seqüela no recém-nascido –, com óbito materno ou com duplo óbito)
-  Pré-natal (mau acompanhamento, medicação errada, falta de cuidados, falta de exames, má indicação para o tipo de parto, não observância de sintomas abortivos/eclâmpsia)
-  Honorários (dupla cobrança, cobrança indevida a pacientes do SUS, valores exorbitantes ou vis)
-  Assédio sexual (atos libidinosos, consultas sem acompanhamento de assistente, procedimentos sem utilização de luvas, anamnese fora dos padrões normais)
-  Esterilização (laqueadura com ou sem autorização da paciente)

 Pediatria
-   Erro de diagnóstico
-   Cirurgias em geral
-   Relação entre o médico e familiares (omissão de informações, falta de atenção, desrespeito, má conduta)
-   Medicação errada
-   Omissão de socorro

 Ortopedia e traumatologia
-   Cirurgias em geral
-   Tratamento com utilização de gesso (má indicação, comprometimento do membro, seqüelas)
-   Erro de diagnóstico
-   Exames médicos (falta de raio X, exames insuficientes, má avaliação)
-   Atestado médico (cobrança, tempo de afastamento insuficiente, negativa em fornecê-lo, não aceitação do atestado, divergências)

 Medicina do trabalho
-         Lesão por Esforço Repetitivo/Dort (não caracterização da doença, divergências de opiniões)
-         Perícia/alta médica (má conduta, não avaliação do caso, alta precoce, recusa de benefício)
-         Problemas no relacionamento médico-paciente
-         Atestado de saúde ocupacional
-         Exame demissional

 Oftalmologia
-         Prescrição médica (má indicação para lentes e óculos, letra ilegível)
-         Vínculo com ótica
-         Conduta ética (consultas grátis, divergências, má conduta)
-         Cirurgias (má indicação, seqüelas, perda da visão)
-         Acuidade visual (incompatibilidade, divergências)

 Cirurgia plástica
-         Propaganda médica (sensacionalismo, autopromoção, aliciamento de pacientes, exibição de fotos pré e pós-operatório)
-         Resultado insatisfatório
-         Omissão e falta de acompanhamento no pós-operatório
-         Relacionamento médico-paciente
-         Honorários (preços elevados, duplicidade de cobrança, não fornecimento de recibo)

 Cardiologia
-         Internação hospitalar (dificuldade de vagas, burocracia, negação de atendimento por parte do convênio ou plano de saúde)
-         Demora no atendimento que leva a óbito (falta de socorro imediato, falta de médicos no plantão, demora na transferência de paciente, demora da ambulância, dificuldade de obtenção de vagas)
-         Erro de diagnóstico
-         Omissão de socorro
-         Exames (falta de exames complementares, falta de equipamentos adequados)

 Psiquiatria
-         Medicação (medicação errada, falta de prescrição, efeitos colaterais)
-         Divergências em relação ao método de tratamento
-         Internação (maus tratos, dificuldade de vagas, falta de acompanhamento adequado)
-         Relacionamento do médico com o paciente e familiares
-         Laudo médico (divergências, atestado falso de insanidade mental).

Gastroenterologia
-         Honorários (cobrança indevida, dupla cobrança)
-         Erro diagnóstico
-         Cirurgias (procedimento inadequado)
-         Assédio sexual (atos libidinosos)
-         Exames (pré e pós-operatórios)

Infectologia
-         Prescrição e terapias com antibióticos
-         Relação médico-paciente
-         Omissão de socorro
-         Discriminação (racial, social, religiosa etc.)
-         Condições de funcionamento dos serviços e falta de medicamentos

Veja outras publicações

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2021 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 264 usuários on-line - 67
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior