CREMESP - Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo

Legislação


Nova Pesquisa | Voltar
Enviar por e-mail | Imprimir apenas a ficha | Imprimir apenas a norma | Imprimir a norma com a ficha

Norma: INSTRUÇÃO NORMATIVAÓrgão: Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Número: 83 Data Emissão: 23-02-2021
Ementa: Define a lista de substâncias classificadas como antimicrobianos de uso sob prescrição, isoladas ou em associação, de que trata a Resolução de Diretoria Colegiada - RDC nº 471, de 23 de fevereiro de 2021.
Fonte de Publicação: Diário Oficial da União; República Federativa do Brasil, Seção 1, 24 fev. 2021, p.86-87
Situação: REVOGADA
Vide: Situaçao/Correlatas (clique aqui para exibir)

Imprimir apenas a ficha


Imprimir apenas a norma
Imprimir a norma com a ficha

MINISTÉRIO DA SAÚDE
GABINETE DO MINISTRO

INSTRUÇÃO NORMATIVA ANVISA Nº 83, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2021
Diário Oficial da União; República Federativa do Brasil, Seção 1, 24 fev. 2021, p.86-87
REVOGADA PELA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 107, DE 25-11-2021

Define a lista de substâncias classificadas como antimicrobianos de uso sob prescrição, isoladas ou em associação, de que trata a Resolução de Diretoria Colegiada - RDC nº 471, de 23 de fevereiro de 2021.

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso das competências que lhe conferem os arts. 7º, III, e 15, incisos III e IV, da Lei n.º 9.782, de 26 de janeiro de 1999, e considerando o disposto no art. 53, inciso VII e §§ 1º e 3º, do Regimento Interno aprovado pela Resolução de Diretoria Colegiada - RDC nº 255, de 10 de dezembro de 2018, resolve adotar a seguinte Instrução Normativa, conforme deliberado em reunião realizada em 23 de fevereiro de 2021, e eu, Diretor-Presidente, determino a sua publicação.

Art. 1º Fica definida a lista de substâncias classificadas como antimicrobianos de uso sob prescrição, isoladas ou em associação, de que trata a Resolução de Diretoria Colegiada - RDC nº 471, de 23 de fevereiro de 2021:

I - ácido clavulânico;
II - ácido fusídico;
III - ácido nalidíxico;
IV - ácido oxolínico;
V - ácido pipemídico;
VI - amicacina;
VII - amoxicilina;
VIII - ampicilina;
IX - axetilcefuroxima;
X - azitromicina;
XI - aztreonam;
XII - bacitracina;
XIII - besifloxacino;
XIV - brodimoprima;
XV - capreomicin;
XVI - carbenicilina;
XVII - cefaclor;
XVIII - cefadroxil;
XIX - cefalexina;
XX - cefalotina;
XXI - cefazolina;
XXII - cefepima;
XXIII - cefodizima;
XXIV - cefoperazona;
XXV - cefotaxima;
XXVI - cefoxitina;
XXVII - cefpodoxima;
XVIII - cefefpiroma;
XXIX - cefprozil;
XXX - ceftadizima;
XXXI - ceftarolina fosamila;
XXXII - ceftriaxona;
XXXIII - cefuroxima;
XXXIV - ciprofloxacina;
XXXV - claritromicina;
XXXVI - clindamicina;
XXXVII - clofazimina;
XXXVIII - clorfenesina;
XXXIX - cloranfenicol;
XL - cloxacilina;
XLI - dactinomicina;
XLII - daptomicina;
XLIII - dapsona;
XLIV - dicloxacilina;
XLV - difenilsulfona;
XLVI - diidroestreptomicina;
XLVII - diritromicina;
XLVIII - doripenem;
XLIX - doxiciclina;
L - eritromicina;
LI - ertapenem;
LII - espectinomicina;
LIII - espiramicina;
LIV - estreptomicina;
LV - etambutol;
LVI - etionamida;
LVII - fosfomicina;
LVIII - ftalilsulfatiazol;
LIX - gatifloxacina;
LX - gemifloxacino;
LXI - gentamicina;
LXII - gramicidina;
LXIII - imipenem;
LXIV - isoniazida;
LXV - levofloxacina;
LXVI - linezolida;
LXVII - limeciclina;
LXVIII - lincomicina;
LXIX - lomefloxacina;
LXX - loracarbef;
LXXI - mandelamina;
LXXII - meropenem;
LXXIII - metampicilina;
LXXIV - metronidazol;
LXXV - minociclina;
LXXVI - miocamicina;
LXXVII - mitomicina;
LXXVIII - moxifloxacino;
LXXIX - mupirocina;
LXXX - neomicina;
LXXXI - netilmicina;
LXXXII - nitrofural;
LXXXIII - nitrofurantoína;
LXXXIV - nitroxolina;
LXXXV - norfloxacina;
LXXXVI - ofloxacina;
LXXXVII - oxacilina;
LXXXVIII - oxitetraciclina;
LXXXIX - pefloxacina;
XC - penicilina G;
XCI - penicilina V;
XCII - piperacilina;
XCIII - pirazinamida;
XCIV - polimixina B;
XCV - pristinamicina;
XCVI - protionamida;
XCVII - retapamulina;
XCVIII - rifabutina;
XCIX - rifamicina;
C - rifampicina;
CI - rifapentina;
CII - rosoxacina;
CIII - roxitromicina;
CIV - sulbactam;
CV - sulfacetamida;
CVI - sulfadiazina;
CVII - sulfadoxina;
CVIII - sulfaguanidina;
CIX - sulfamerazina;
CX - sulfanilamida;
CXI - sulfametizol;
CXII - sulfametoxazol;
CXIII - sulfametoxipiridazina;
CXIV - sulfametoxipirimidina;
CXV - sulfatiazol;
CXVI - sultamicilina;
CXVII - tazobactam;
CXVIII - tedizolida;
CXIX - teicoplanina;
CXX - telitromicina;
CXXI - tetraciclina;
CXXII - tianfenicol;
CXXIII - ticarcilina;
CCXXIV - tigeciclina;
CCXXV - tirotricina;
CCXXVI - tobramicina;
CCXXVII - trimetoprima;
CCXXVIII - trovafloxacina; e
CXXIX - vancomicina.

Parágrafo único. Esta lista não se aplica aos antimicrobianos de uso exclusivo hospitalar.

Art. 2º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação.

ANTONIO BARRA TORRES

Imprimir apenas a norma
Imprimir a norma com a ficha

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2024 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 424 usuários on-line - 42
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior

O CREMESP utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no site implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Cookies do CREMESP. Saiba mais em nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.