Pareceres


Nova Pesquisa | Voltar
Enviar por e-mail | Imprimir apenas a ficha | Imprimir o parecer com a ficha

PARECER Órgão: Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo
Número: 9472 Data Emissão: 19-04-2022
Ementa: O Diretor Técnico de um laboratório multidisciplinar pode ter o Registro de Qualificação de Especialista (RQE) em qualquer das áreas de atuação do laboratório. No caso em tela, fica facultado ao laboratório indicar um Diretor Técnico de qualquer área de atuação, contanto que possua em seu organograma o respectivo coordenador de cada área.

Imprimir apenas a ficha


Imprimir o parecer com a ficha

Consulta nº 9.472/22

Assunto: Se Diretor Técnico em Laboratório Multidisciplinar pode ser especialista em qualquer das áreas de atuação do laboratório.

Relatores: Conselheiro Wagmar Barbosa de Souza e Dr. Renato Lima de Moraes, membro da Câmara Técnica de Patologia.

Ementa: O Diretor Técnico de um laboratório multidisciplinar pode ter o Registro de Qualificação de Especialista (RQE) em qualquer das áreas de atuação do laboratório. No caso em tela, fica facultado ao laboratório indicar um Diretor Técnico de qualquer área de atuação, contanto que possua em seu organograma o respectivo coordenador de cada área.

O consulente, Dr. T.M.V., solicita parecer do CREMESP sobre Diretor Técnico de um laboratório multidisciplinar ter o Registro de Qualificação de Especialista (RQE) em qualquer das áreas de atuação do laboratório.

Segundo o requerente a Resolução CFM nº 2.169/17 o Diretor Técnico de Laboratório de Anatomia Patológica deve ser médico Patologista, mas em laboratórios multidisciplinares o mesmo pode ser médico especialista de outra área correlata. Esta interpretação pode ser aplicada ao laboratório em tela?

PARECER

De acordo com a Resolução CFM nº 2.169/17, o Diretor Técnico, art. 2º, §3º, entende-se que o Diretor Técnico de um laboratório multidisciplinar pode ter o Registro de Qualificação de Especialista (RQE) em qualquer das áreas de atuação do laboratório. Deve contudo, constar em seu organograma um coordenador técnico com RQE em cada uma das áreas de atuação.

No caso em tela, fica facultado ao laboratório indicar um Diretor Técnico de qualquer área de atuação, contanto que possua em seu organograma o respectivo coordenador de cada área.


Este é o nosso parecer,


Conselheiro Wagmar Barbosa de Souza


APROVADO NA REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE PATOLOGIA, REALIZADA EM 25.03.2022.
APROVADO NA REUNIÃO DA CÂMARA DE CONSULTAS, REALIZADA EM 14.04.2022.
HOMOLOGADO NA 5.095ª  REUNIÃO PLENÁRIA, REALIZADA EM 19.04.2022.

Imprimir o parecer com a ficha

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2024 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 552 usuários on-line - 67
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior

O CREMESP utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no site implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Cookies do CREMESP. Saiba mais em nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.