Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 23-05-2024
    Conversa com o Cremesp 
    Sextanistas da Unifesp-EPM recebem a autarquia 
  • 22-05-2024
    Artigos científicos
    Trabalhos inéditos da JMRR serão lançados em congresso do Cremesp
  • 21-05-2024
    Publicidade médica
    Cremesp apresenta palestra para diretores e médicos do Hospital Sírio-Libanês
  • 21-05-2024
    Alerta de golpe
    Cremesp não efetua qualquer tipo de cobrança ou solicita dados pessoais por SMS e WhatsApp
  • Notícias


    10-10-2023

    Defesa das prerrogativas

    Cremesp recebe médica que foi presa e acusada de desacato após respeitar o sigilo médico durante plantão em UTI

    O presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Angelo Vattimo, recebeu, nesta segunda-feira (9), na sede da Autarquia, a médica da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Ipiranga que foi presa por policiais militares, em primeiro de outubro, acusada de desacato. A profissional foi algemada durante o plantão, após não revelar informações sobre o boletim médico de um paciente, policial militar. 

    Na ocasião — que também contou com a participação da diretora 1ª secretária do Conselho, Irene Abramovich; do coordenador do Departamento de Fiscalização, Roberto Rodrigues Junior, e do procurador, Marcelo Cheli —, Vattimo reiterou que o Cremesp não tolerará episódios de violência contra médicos e que dará toda a assistência necessária à profissional, por meio da Comissão de Prerrogativas Médicas.

    O Conselho também reiterará o ofício à Secretaria de Segurança Pública para solicitar esclarecimentos acerca dos procedimentos adotados em razão da agressão sofrida pela médica. Além disso, enviará ofício, também, à Secretaria de Estado de Saúde, informando que a prisão da profissional fez com que a UTI do hospital ficasse descoberta por três horas e ainda requerer as imagens do local.

    “É fundamental que os médicos saibam que podem e devem contar com o Conselho nestes casos. É inadmissível que uma médica seja algemada durante seu plantão, deixando vários pacientes desassistidos, por usar de suas prerrogativas éticas, como o sigilo”, pontuou o presidente.

    Entenda o caso

    A médica de 53 anos foi presa por equipe da Polícia Militar durante seu plantão, que cumpria sozinha na UTI do Hospital Ipiranga, Zona Sul de São Paulo, na noite do dia 1º de outubro. Os policiais militares se dirigiram até o local e entraram na unidade em busca de informações sobre o estado de saúde de um colega de farda.

    Segundo a médica, ao respeitar o sigilo médico e não entregar dados do boletim médico do paciente, a profissional também informou à equipe que o horário de visita para os familiares, que é predeterminado pelo hospital, já havia finalizado. No entanto, mesmo assim, foi acusada de desacato, algemada em seu local de trabalho e colocada na viatura, enquanto os seus pacientes da UTI ficaram desassistidos.

    Ações do Cremesp

    O Cremesp defende que todo médico precisa de condições favoráveis para praticar a boa Medicina e, portanto, luta incessantemente pelo fim da violência. A Comissão de Prerrogativas Médicas, criada neste ano pela Autarquia, foi instituída especialmente para recebimento de denúncias envolvendo casos de violência e assédio, além de calotes e más condições de trabalho. 

    Se você, médico, já presenciou ou viveu alguma dessas situações, envie um email para prerrogativas@cremesp.org.br


    Este conteúdo teve 243 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2024 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 442 usuários on-line - 243
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior

    O CREMESP utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no site implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Cookies do CREMESP. Saiba mais em nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.