Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 03-12-2021
    Anuidade PF 2022
    Médicos têm desconto de 5% para pagamento até o dia 31 de janeiro de 2022
  • 02-12-2021
    Novo serviço
    Certificado Digital e nova plataforma de prescrição eletrônica do CFM já estão disponíveis a todos os médicos inscritos nos Conselhos Regionais
  • 26-11-2021
    Evento
    Cremesp participa de formatura dos alunos da Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos dr. Paulo Prata
  • 23-11-2021
    Anuidade PJ 2022
    Solicitação de desconto de 80% na contribuição PJ será exclusivamente online
  • Notícias


    16-11-2021

    Defesa do Ato Médico

    Cremesp vence mais uma vez na Justiça e sentença proíbe dentista Antônio Fernando Gentil de ministrar curso sobre Blefaroplastia

    O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) teve importante vitória na Justiça contra o dentista Antônio Fernando Gentil, que divulgava e ministrava cursos sobre Blefaroplastia. A sentença da juíza da 4ª Vara Cível Federal de São Paulo ratifica o fato de que procedimentos como este são privativos aos médicos, como a autarquia tem massivamente defendido até então. 

    Na decisão, a magistrada corrobora a argumentação utilizada pelo Cremesp na petição inicial, citando os artigos 4° e 5° da Lei n° 12.842/13, que regulamenta o exercício da Medicina, e determina que a indicação e execução de intervenção cirúrgica e demais procedimentos invasivos, bem como a prescrição de cuidados pré e pós-operatórios, cabem, exclusivamente, aos médicos, assim como o ensino de disciplinas especificamente médicas — como a Blefaroplastia, cirurgia plástica que tem o objetivo de melhorar a função e/ou aparência da pálpebra. 

    Cabe ressaltar que o Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) e o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) também foram notificados sobre o caso pelo Cremesp, que solicitou urgência na adoção das providências cabíveis. 

    Confira aqui a sentença da Justiça.

    Entenda o caso
    O Cremesp tem ajuizado ações na Justiça contra Antônio Fernando Gentil — além de outros profissionais — desde 2019, quando chegou ao conhecimento da autarquia que o dentista estava divulgando e ministrando “Curso de Blefaroplastia superior, inferior e castañares”, na cidade de Porto Ferreira (SP). Na época, a juíza da 4ª Vara Cível Federal de São Paulo acolheu os pedidos do Conselho e concedeu liminar que impedia o odontólogo de realizar os cursos.

    Posteriormente, em janeiro de 2020, o Cremesp enviou ofício ao Ministério Publico Federal, solicitando a instauração de um Inquérito Civil Público para apurar se o Conselho Federal de Odontologia (CFO) e o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) têm exercido a efetiva fiscalização da atividade odontológica, tendo em vista os diversos casos de invasão da Medicina por parte de seus profissionais — a exemplo do ocorrido com Marco Antonio Botelho Soares, que promovia cursos sobre modulação hormonal com nanopartículas, e que foi detido após mobilização do Conselho junto à Justiça.

    Criação da Comissão de Defesa do Ato Médico
    A defesa das prerrogativas médicas tem sido um dos principais focos de atuação da atual gestão do Cremesp — prova disso são as inúmeras ações judiciais que têm sido empregadas pela autarquia em defesa à Lei do Ato Médico e a recente criação da Comissão de Defesa do Ato Médico.

    A Comissão (comissaoatomedico@cremesp.org.br) tem como foco o recebimento de denúncias relativas ao exercício ilegal da Medicina, complicações e intercorrências, além de procedimentos mal sucedidos, para posterior adoção de providências.

    Toda a mobilização do Cremesp tem o objetivo de assegurar a prática ética da Medicina e, consequentemente, a segurança da sociedade, uma vez que a invasão — por profissionais não habilitados — de atos privativos aos médicos, representa enorme risco à saúde da população além de violação de lei federal. 

    Em consonância, também tem o intuito de alertar a sociedade para o reconhecimento dos profissionais qualificados para execução de procedimentos médicos, pois os resultados judiciais obtidos por esta gestão consolidam o entendimento do Conselho de que o cumprimento da Lei do Ato Médico é sim, uma das atribuições desta autarquia.
     


    Este conteúdo teve 950 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2021 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 102 usuários on-line - 950
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior