Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 16-09-2020
    Covid-19 na Pediatria e retorno às aulas
    Volta às aulas sob o olhar da Pediatria é tema de debate promovido pelo Cremesp em parceria com a SPSP
  • 14-09-2020
    Comunicado
    Nova eleição das Comissões de Ética Médica
  • 11-09-2020
    Campanha
    #SetembroAmarelo do Cremesp promove conscientização sobre suicídio
  • 11-09-2020
    Evento
    Cremesp promove debate para falar sobre o papel dos médicos na legislação
  • Notícias


    11-12-2019

    Roda de Conversa

    Presidente do Cremesp busca apoio para eventos pedagógicos em Marília, visando à prevenção de infrações éticas

    O presidente do Cremesp, Mario Jorge Tsuchiya, reiterou, em Marília, pedido de apoio para iniciativas em defesa da Medicina, como a realização de eventos pedagógicos, com o objetivo de prevenir infrações éticas.  

     “Se orientarmos adequadamente, de forma que o profissional consiga prevenir denúncias, ou saiba responder apropriadamente a uma sindicância, reduziremos o número de processos contra médicos no Cremesp”, afirmou Tsuchiya, durante encontro com diretores clínicos e técnicos de hospitais da região de Marília, realizado no dia 9 de dezembro, no Hospital da Irmandade Santa Casa de Misericórdia local.  O encontro faz parte do programa Roda de Conversa com o Presidente, que vem sendo desenvolvido no interior do Estado; e também contou com a participação de delegados regionais do Cremesp, Leandro Presumido Júnior, José Freitas Guimarães Neto e Igor Thiago Xavier Interliche. 

    Tsuchiya solicitou apoio dos presentes para a realização de eventos regionais dirigidos a médicos e estudantes de Medicina, nos quais seriam discutidas as denúncias mais comuns no Cremesp. “Além de orientar o médico a atuar adequadamente, também temos de mostrar o que ele não deve fazer na profissão. Isso pode ser mais pedagógico e efetivo do que apresentar artigos do Código de Ética Médica”, ressaltou.

    Aproximação com os médicos 

    O programa Roda de Conversa visa aproximar o Cremesp dos médicos do Estado para conhecer os principais problemas da Medicina na região. Em Marília, foram relatados problemas relacionados à lotação de hospitais de nível terciário por pacientes que deveriam ser atendidos em prontos socorros ou unidades básicas de saúde, à carreira de médico e atrasos na troca de plantão.  

    Tsuchiya defendeu que as regras estabelecidas precisam ser respeitadas, lembrando que o médico não pode abandonar o plantão, mesmo que o colega plantonista atrase uma ou mais horas. Destacou também que o médico deve relatar o problema à administração, procurando sempre documentar os problemas e as precariedades do atendimento para proteger-se de infrações. Alguns diretores também externaram a preocupação com as sindicâncias que têm de responder, devido ao descumprimento de protocolos por médicos do corpo clínico.

    O presidente do Cremesp enfatizou que os diretores técnicos e diretores clínicos estão investidos de poder e devem exercê-lo para exigir o cumprimento dos protocolos. “Quando dá tudo certo, aquilo que foi mal feito não aparece, mas, quando surge uma complicação, resulta em um grande problema que trará consequências. O cumprimento de protocolos e o atendimento correto podem evitar a infração ética, quando há complicação.  

    Tsuchiya falou também sobre a importância da legibilidade em prontuários, evitando-se o registro de informações desnecessárias e não pertinentes ao paciente, sem uso de siglas que parecem estar convencionadas, mas que levam a falhas, resultando em sindicâncias.

    Avanços em Medicina
    O presidente do Cremesp lamentou que os grandes avanços da tecnologia em Medicina não se traduziram em avanços para os médicos.  “A Medicina está muito bem. Os que estão mal são os médicos”, afirmou.  “Há mais de 70 mil médicos formando-se em países das fronteiras com o Brasil, além de uma invasão da Medicina por outros profissionais”, observou. Ele destacou que os avanços da telemedicina extinguirão algumas especialidades. 

    Ao desenvolver a agenda pedagógica pelo Estado, o Cremesp também pretende promover a aproximação com médicos e instituições, para contribuir com as políticas públicas de Saúde, envolvendo outros agentes públicos como prefeituras e Ministério Público.“Precisamos criar um comitê ou uma frente com propostas para a Medicina, pois estamos desarticulados politicamente”, ressaltou.  
     
    A Roda de Conversa em Marília contou com a presença de médicos do município que sediou o encontro, de Assis, Ourinhos, Tupã, Bernardino de Campos, Cândido Mota e Paraguaçu Paulista. Com o evento, Tsuchiya já visitou Araraquara, Presidente Prudente, Campinas, Ribeirão Preto, Botucatu,  São José dos Campos e Santos. Ainda em dezembro, ele se reunirá com médicos em Itapira, Araçatuba, São José do Rio Preto e na Capital. 


    Fotos: Osmar Bustos

     


    Este conteúdo teve 388 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 8h às 20h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 222 usuários on-line - 388
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior