Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 19-08-2019
    Convênio
    Cremesp firma parceria com CreciSP para eliminar custo e agilizar avaliação de imóveis em desuso
  • 16-08-2019
    Serviços
    Cremesp recebe denúncias apenas se encaminhadas pessoalmente ou por correspondência
  • 13-08-2019
    Carta de intenções
    Cremesp e SBD-SP implementarão protocolo para fornecer informações seguras sobre procedimentos injetáveis
  • 09-08-2019
    Evento
    Responsabilidade médica foi um dos temas do Congresso de Direito Médico, em Campinas
  • Notícias


    10-08-2019

    Fórum

    Treinamento, capacidade técnica e experiência do médico promovem a segurança do paciente em procedimentos injetáveis

    O Brasil é o 2º país em maior número de cirurgias plásticas realizadas no mundo e o 3º em procedimentos injetáveis (toxina botulínica, preenchedores, bioestimuladores de colágeno, tratamentos com tecnologia de luz e laser e peelings), atrás dos Estados Unidos e do Japão.  Do total de 23.390.542 procedimentos não cirúrgicos realizados nos Estados Unidos, 8.572.196 são injetáveis, ou seja, cerca de 30% dos procedimentos com fins estéticos, de acordo com a International Society of Aesthetic  Plastic Surgery. A tendência é crescente, especialmente diante de um cenário de envelhecimento da população, da evolução dos tratamentos preventivos, terapêuticos e estéticos e do desejo de envelhecer bem. A melhora na aparência e nas relações interpessoais, o aumento da autoestima e a intenção de manter-se competitivo no mercado de trabalho têm incrementado a procura pelos procedimentos e, consequentemente, elevado o número de complicações. Ciente de seu papel de levar conhecimento aos médicos e prevenir possíveis denúncias e processos éticos-profissionais, o Cremesp, em parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo (SBD-RESP), promoveu o Fórum de Segurança do Paciente, neste dia 10 de agosto, no auditório de sua sede. 

    “A segurança na realização dos procedimentos injetáveis depende do preparo técnico, do estudo, da atualização, da utilização de técnicas reconhecidas cientificamente e da experiência do profissional médico”, afirmou Camila Cazerta, dermatologista, conselheira e coordenadora da Câmara Técnica de Dermatologia do Cremesp. Ela, que coordenou o evento juntamente com a SBD-RESP, proferiu palestra oferecendo um panorama dos procedimentos médicos estéticos injetáveis no Brasil e no mundo . A conselheira alertou ainda sobre o seguimento médico após a aplicação, visando minimizar complicações, e a importância da solicitação do termo de consentimento do paciente. 

    “As complicações relacionadas aos procedimentos injetáveis vêm crescendo e já não basta apenas a ação do Cremesp, mas um trabalho em conjunto com as sociedades de especialidades, a Ordem dos Advogados do Brasil e o Ministério Público, buscando unir esforços pela segurança do paciente, do médico e da sociedade. Esse tem sido um dos trabalhos de mudança desenvolvidos nesta nova gestão”, disse Mário Jorge Tsuchiya, presidente do Cremesp, que esteve presente à abertura do evento, juntamente com Angelo Vattimo, diretor 1º secretário do Conselho; Eliandre Palermo, presidente da SBD-RESP; Sérgio Luiz Lira Palma, presidente da SBD; Níveo Steffen, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica; Aline Jurca Z. Vicente Alves, promotora de Justiça e assessora da Sub-Procuradoria Geral de Políticas Criminais e Institucionais (MPSP); e Celso Fernando Gioia, conselheiro seccional da Ordem dos Advogados do Brasil-São Paulo (OAB-SP). 


    Camila Cazerta: “A segurança na realização dos procedimentos injetáveis depende do preparo técnico, do estudo, da atualização, da utilização de técnicas reconhecidas cientificamente e da experiência do profissional médico.''
     

    Vattimo destacou que a atuação do Cremesp é de proteção da sociedade e da boa prática médica. “Temos lutado em duas frentes: contra a invasão de profissionais de outras áreas em atos médicos e em relação a médicos registrados mas não habilitados. Cabe a nós conscientizar a classe médica e reduzir o número de processos no Cremesp”. 

    Complicações vasculares

    De acordo com Eliandre, há uma lacuna de informação por parte da sociedade, inclusive daqueles de classe social elevada, que desconhecem os riscos dos procedimentos estéticos. “Por outro lado, há uma desvalorização dos procedimentos estéticos pelos colegas que não têm a percepção de que este é um ato médico. É preciso trazer essa consciência para a formação dos profissionais”, enfatizou. A presidente da SBD-RESP participou do grupo de palestras sobre complicações vasculares nos preenchimentos faciais, enfatizando os aspectos clínicos, o diagnóstico precoce e o manejo das complicações vasculares, na visão do dermatogista; enquanto Felipe Coutinho, secretário da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Regional São Paulo (SBCP-SP), ofereceu a visão do cirurgião plástico; e Marco Munia, do ponto de vista do cirurgião vascular. Já Suzana Matayoshi descreveu a atuação do oftalmologista em complicações oftalmológicas causadas por preenchedores . 

    “Os procedimentos estéticos estão sendo banalizados, quando o foco tem que ser diferente, com profissionais com atitudes médicas éticas, inclusive na propaganda voltada ao público jovem”, afirmou Eliandre. Ela também expôs a gravidade das complicações, propondo um novo termo para qualificar “procedimentos minimamente invasivos”. Ela ressaltou que  agilidade no diagnóstico precoce e tratamento adequado são fundamentais na reversão dos casos, incluindo interrupção do procedimento, massagens e injeções de hialuronidase. 

     O Fórum ainda contou com palestras em relação ao uso do hialuronidase e suas implicações práticas e também discussões acerca de defesa profissional. 
     

    Fotos: Osmar Bustos


    Este conteúdo teve 357 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    Delegacia da Vila Mariana:
    Rua Domingos de Moraes, 2187 - cj. 223 - Edifício Xangai
    Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP 04035-000

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 411 usuários on-line - 357
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior