Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 15-07-2019
    Nota de pesar
    Faleceu o cardiologista e delegado do Cremesp em Osasco Paulo Cesar Margarido Pucci
  • 15-07-2019
    Revalida
    Cremesp pede apoio ao Itamaraty para averiguação de documentos de profissionais formados no exterior
  • 15-07-2019
    Expediente
    Central de Atendimento Telefônico do Cremesp tem novo horário de funcionamento
  • 12-07-2019
    Atendimento virtual
    Cremesp abre sindicância para apurar irregularidades em serviços de consultas médicas online 
  • Notícias


    05-05-2017

    Pessoas desaparecidas

    Atenção: Diretores clínicos e técnicos devem cadastrar fluxo de registro de pacientes não identificados até 2 de junho

    Diretores Clínicos e Técnicos de hospitais que possuam número superior a 20 médicos em seu corpo clínico deverão cadastrar, até 2/6, junto à Seção de Registro de Empresas do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Fluxo Interno (FI) para registro de pacientes não identificados, desacompanhados, em estado inconsciente, de perturbação mental ou, de alguma forma, impossibilitados de se comunicar.

    É o que determina a Resolução Cremesp nº 298/16, que regulamenta a responsabilidade ética dos Diretores Médicos dos hospitais paulistas, públicos e privados, no auxílio à localização de pessoas desaparecidas.
    Todas as etapas para a criação do fluxo estão detalhadas na resolução. 

    O documento prevê, ainda, que a instituição cumpra um conjunto de procedimentos, regulamentados por legislação diversa, que devem ser adotados no atendimento de pessoas não identificadas, como:

    - Comunicação ao Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa – DHPP, da Polícia Civil; 
    - Comunicação à Secretaria Estadual de Saúde , através do Núcleo de Disseminação à Informação de Saúde do Grupo de Informação de Saúde – GIS, decorridas 48 (quarenta e oito) horas da internação de um paciente não identificado; 
    - Solicitação ao Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD) o registro de identificação digital; 
    - tentativa de busca junto aos cadastros existentes para localização de mais dados do paciente, como por exemplo, o Sistema de Cadastramento de Usuários do SUS (CADSUS).

    Ainda atendendo ao que determina a resolução, o Cremesp irá disponibilizar, a partir de 2 de junho, a ferramenta Registro de Pessoas não Identificadas (RPNI), para cadastro de pacientes não identificados que permanecerem por mais de 10 dias no hospital. A inclusão de dados deverá ser feita pelo Diretor Técnico da instituição, com preenchimento de informações sobre o paciente e envio de fotos tiradas antes e depois do atendimento.

    As fotos e as informações fornecidas ficarão disponíveis no website do Cremesp como mais um canal para viabilizar a localização dessas pessoas. Dúvidas deverão ser encaminhadas ao e-mail programapni@cremesp.org.br. 


    Este conteúdo teve 3921 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    Delegacia da Vila Mariana:
    Rua Domingos de Moraes, 2187 - cj. 223 - Edifício Xangai
    Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP 04035-000

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2019 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 200 usuários on-line - 3921
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior