Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 23-09-2016
    REABERTURA DAS INSCRIÇÕES
    Se você perdeu o prazo pode inscrever-se a partir desta sexta (23) até segunda (26), somente online
  • 23-09-2016
    Concurso Público
    Cremesp abre inscrições para formação de cadastro reserva em vários cargos na próxima semana (29/9)
  • 22-09-2016
    Pesquisa
    Cremesp encomenda estudo ao Datafolha para ouvir opinião dos profissionais médicos
  • 22-09-2016
    Revisão do Código de Ética Médica
    Alterações devem qualificar a reformulação dos preceitos éticos, técnicos e morais da Medicina. Envie sua sugestão!
  • Notícias


    Enviar este link por e-mail
    09-12-2015

    Violência na Saúde

    Acompanhe a repercussão dos resultados das pesquisas feitas pelo Cremesp e Coren sobre o tema

     

    Preocupados com a escalada de violência contra profissionais de saúde, o Cremesp e o Conselho Regional de Enfermagem do Estado de São Paulo (Coren), realizaram pesquisas sobre o tema.

    Para compreender melhor a situação, o Cremesp encomendou a pesquisa Percepção da Violência na relação médico-paciente ao Datafolha, ouvindo 617 médicos e 807 cidadãos em setembro e outubro deste ano, na Capital e Interior do Estado.  Os resultados dos estudos foram apresentados em coletiva à imprensa pelo presidente do Cremesp, Bráulio Luna Filho, e pela presidente do Coren-SP, Fabíola Mattozinho, na manhã de 9 de dezembro de 2015, na nova Sede do Cremesp.
     



    Acesse as repercussões na mídia:

    Folha/UOL
    17% dos médicos de SP já sofreram ou presenciaram violência no trabalho


    Globo/G1
    Pesquisa: 77% dos enfermeiros de SP já sofreram violência


    Agência Brasil
    Pesquisa mostra que 17% dos médicos já sofreram agressão em São Paulo


    R7
    Quase 80% dos enfermeiros de SP já sofreram agressão no trabalho


    Jornal do Brasil
    Pesquisa mostra que 17% dos médicos já sofreram agressão em São Paulo


    Brasil ao Minuto
    Pesquisa mostra que 17% dos médicos já sofreram agressão em SP


    Época
    Demora no atendimento é apontada como principal causa de agressão a médicos


    Jornal Cruzeiro do Sul
    Quase um quinto dos médicos do Estado de São Paulo já sofreu violência no ambiente de trabalho ou conhece algum colega que tenha sido agredido


    Jornal Dia a Dia
    Cremesp e Coren-SP apresentam pesquisas inéditas que confirmam escalada da violência contra médicos e profissionais de enfermagem

     

     

     


     

    Tags: repercussãoviolênciacoletivaCorenCremesplevantamentoDatafolha.

    ESTA MATÉRIA AINDA NÃO FOI COMENTADA:

    Deixe o seu comentário

        Dê sua opinião sobre a matéria acima em até mil caracteres. Não serão publicados  textos ofensivos a pessoas ou instituições, que configurem crime, apresentem conteúdo obsceno, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou sugiram links, entre outros.  Os textos serão submetidos à aprovação antes da publicação, respeitando-se a jornada de trabalho da comissão de avaliação (horário de funcionamento do Cremesp, de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas). O Cremesp reserva-se o direito de editar os comentários para correção ortográfica.  Os  usuários deste site estão sujeitos à política de uso do Portal do Cremesp e se comprometem a respeitar o seu Código de Conduta On-line.

    De acordo.


    Este conteúdo teve 857 acessos.

    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua da Consolação, 753
    Centro - São Paulo/SP - 01301-910

    Sub-sede: Rua Domingos de Moraes, 1810
    Vila Mariana – São Paulo/SP - 04010-200

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 5908-5600 das 8h às 20h

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE
    Consolação e Vila Mariana - das 9h às 18h


    ESTACIONAMENTOS

    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2016 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 98 usuários on-line - 857
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior