Busca
Classificação de assuntos:

Pesquisa por palavra-chave:


Últimas Notícias
  • 11-08-2020
    Homenagem
    Cremesp celebra 25 anos de Acupuntura Médica no Brasil
  • 10-08-2020
    Covid-19
    Cremesp solicita a parlamentares que derrubem veto ao PL que prevê indenização para médicos
  • 10-08-2020
    Nova publicação
    Cremesp lança e-book sobre covid-19, com opção gratuita para download
  • 08-08-2020
    Palestra online
    Cremesp promove homenagem aos 25 anos de Acupuntura Médica no Brasil
  • Notícias


    01-07-2020

    Combate à Covid-19

    Interiorização da pandemia de covid-19 leva Cremesp a promover avaliações em unidades de saúde dos municípios e orientar médicos

    Desde o mês de março, quando a transmissão do novo coronavírus mudou de categoria e passou a ser classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como pandemia, o Cremesp vem realizando vistorias em unidades de saúde de São Paulo, visando garantir um ambiente seguro ao trabalho médico e uma adequada assistência à saúde da população.

    Em função da interiorização da doença e do aumento da transmissão de covid-19 em diversos municípios paulistas, os conselheiros responsáveis pelas delegacias regionais do Conselho efetuaram um mapeamento das condições de trabalho e atendimento médico nas unidades de saúdede sua região. 

    O objetivo foi avaliar a estrutura dos serviços de saúde, orientar médicos quanto à observância dos protocolos de atendimento aos pacientes e manejo clínico da doença; e verificar a disponibilidade de equipamentos de proteção individual nos serviços de saúde, para garantir a segurança dos médicos durante o atendimento. Os serviços que apresentavam irregularidades, colocando em risco a integridade física de médicos e a saúde dos pacientes, sofreram fiscalização do Conselho, procedimento realizado por médicos fiscais.

    Nessa etapa do trabalho, as unidades de saúde estão sendo avaliadas quanto aos fluxos de atendimento aos pacientes de covid-19 e demais enfermidades; sistema de regulação; número de profissionais e de leitos por complexidade, disponibilidade de medicamentos e equipamentos de proteção individual; entre outros itens.

    Regional de Araçatuba
    No período entre 30 de maio e 13 de junho, foram realizadas quatro avaliações envolvendo as Santas Casas de Andradina, Penápolis, Birigui e Araçatuba, pela conselheira Regina Maria Marquezini Chammes, responsável pela Delegacia Regional de Araçatuba.

    “O objetivo de nossa avaliação é orientar a rede de serviços de atenção à saúde do SUS para a correta identificação, notificação e manejo de casos suspeitos de infecção, de modo a mitigar os riscos de transmissão, além de garantir a segurança do profissional médico que está atendendo na linha de frente”, afirmou a conselheira responsável pela Delegacia Regional de Araçatuba.

    Irregularidades no atendimento
    Entre as principais irregularidades encontradas em algumas das unidades de saúde sob a jurisdição da Regional de Araçatuba, destacam-se:ambiente inadequado de isolamento entre os pacientes com suspeita de covid-19 e os confirmados para a doença; fluxo inadequado nos prontos socorros para isolamento dos doentes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG); atendimento sem separação de espaço entre os pacientes que necessitam de cuidados de terapia intensiva,daquelesque estão em regime de enfermaria; insuficiência de oxímetros para atendimento individualizado, tendo em média um aparelho por quarto de isolamento, com 6 pacientes. 

    Orientações
    Após a realização das avaliações e constatação do desrespeito aos protocolos necessários ao atendimento dos pacientes durante a pandemia, a conselheira orientou os responsáveis médicos das unidades de saúde sobre a melhor forma de isolar os pacientese a necessidade da disponibilizar um oxímetro para cada um deles. 

    Das quatro unidades avaliadas, em duas foram programadas fiscalização do Conselho. “Sabemos que são problemas de difícil solução em função de dificuldades estruturais e de espaço, assim como da falta de verbas públicas, mas é nosso papel fiscalizar e cobrar melhorias”, comentoua conselheira.

    Linha direta
    O Cremesp criou canais de denúncia exclusivos para o período de pandemia de covid-19, que são encaminhadas para fiscalização. Nestes canais, médicos e profissionais de saúde podem relatar falta de insumos, EPIs ou irregularidades em seu ambiente de trabalho, entre outras queixas.

    As denúncias podem ser feitas pelo telefone (11) 98286-3722 (whatsapp); ou pelo email: covid-19@cremesp.org.br. 

    Desde o registro do primeiro caso de covid-19 no Estado de São Paulo até o dia 17 de julho, já foram recebidas por esses canais 197 denúncias de diversos municípios de São Paulo, incluindo a Capital. Entre os temas mais recorrentes, estão: falta de EPIs,fluxo de atendimento e estrutura das localidades. 

    Hotsite Cremesp covid-19
    Desde o início da pandemia, o Conselho também tem disponibilizado conteúdos técnicos online em seu canal no YouTube e no hotsite covid-19.cremesp.org.br. Eles são atualizados diariamente, com informações e orientações voltadas aos médicos e profissionais da saúde sobre a covid-19.
     

    Foto: Arquivo Santa Casa


    Este conteúdo teve 156 acessos.


    CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
    CNPJ: 63.106.843/0001-97

    Sede: Rua Frei Caneca, 1282
    Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

    CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
    (11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

    HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
    De segunda a sexta-feira, das 7h às 21h


    ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


    CONTATOS

    Regionais do Cremesp:

    Conselhos de Medicina:


    © 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 355 usuários on-line - 156
    Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior